17/03/2011

Regras básicas de uma Cerimonia de Casamento


Cerimônia de Casamento

Existem algumas regrinhas que devem ser seguidas na entrada da igreja, no altar, na saída dos noivos e na recepção.
Vamos aprender?

Entrada da Igreja

Durante muito tempo, quem primeiro chegava a Igreja era o noivo e sua família, para recepcionar seus convidados. Este costume já está superado, afinal de contas o noivo também merece algum mistério. O que geralmente acontece nos dias atuais é algo muito mais cerimonioso e podemos dizer elegante, onde os convidados são recepcionados pelos pais, tanto do noivo quanto da noiva, como também por profissionais designados como cerimonial. O noivo chegará quase no horário da cerimonia, para dar um certo luxo e também o mistério que antes era reservado só para a noiva. Como consequência, somente os padrinhos irão vê-lo antes da cerimonia.

Atraso da Noiva

O que também não acontece mais é o atraso excessivo da noiva. Esse atraso que há tempo atrás era o máximo, hoje em dia estão totalmente fora de moda. Além de constrangedor, existem algumas Igrejas que cobram taxas adicionais pelo atraso da noiva. O máximo permitido pela etiqueta e protocolo é de 15 minutos, mais do que isso seria abusar de seus convidados como também do casamento que vem a seguir.

Chegada da Noiva

Outro hábito que adotou-se, é de somente iniciar o cortejo quando a noiva chegar, pois isso faz com que os padrinhos, pais e o noivo, não fiquem no altar um grande tempo, diante de olhares diversos. Não existe nada mais constrangedor para o noivo. Por isso adotou-se esta mudança, trazendo conforto e requinte a cerimonia.
Chegou a noiva, o carro estaciona com distância, e alguém, o motorista ou o pai, vai até sua esposa ou cerimonial e avisa que está tudo bem, que a cerimonia pode começar.

Cortejo dos noivos

Forma-se o cortejo de entrada da seguinte forma:

Padrinhos
1º casal padrinhos da noiva, 2º casal padrinhos do noivo e assim sucessivamente.
Entram primeiro os padrinhos porque eles são as testemunhas do casamento, logo eles devem assistir toda a cerimonia.
As mulheres entram pelo lado esquerdo dos homens, para diferenciar da noiva, como também deverão estar só de mãos dadas com eles. Evita-se que os homens dêem o braço para as mulheres, pois com este gesto as roupas das mulheres estarão semi - tampadas pelos ombros masculinos, além de deixar a postura torta.
A ordem de distribuição de entrada dos padrinhos na Igreja deve ser por grau de importância, da seguinte forma: o primeiro casal da noiva deve ser formado pelos seus avós, seguidos de irmão, tios, primos e amigos, Como também os casais do noivo. Isto não quer dizer que os noivos devem convidar estas pessoas e sim, distribuir os seus padrinhos diante desta hierarquia exposta.
Usa-se muito colocar os padrinhos no primeiro banco da igreja, para evitar que o altar fique congestionado. Ficando acima no altar somente os noivos, pais, damas e pajens.

Mãe da Noiva e Pai do Noivo
De mãos dadas, posicionam-se no lado esquerdo do altar.

Noivo e Mãe do noivo
Também de mãos dadas, posicionam-se ao lado direito do altar.

Damas e Pajens
Eles entram antes, evitando assim que a dama, geralmente uma menina tão nova entre na Igreja ao som da marcha nupcial. Também deve levar em consideração que a dama logo na frente da noiva iria tirar todo o glamour da entrada triunfal da noiva em seu vestido.
Não devemos esquecer que a noiva gastou um bom dinheiro em seu vestido e de repente se a noiva entrar precedida da dama, em suas filmagens e fotos, iria ficar aparecendo apenas a parte superior de seu vestido.
Se tiver pajem, é ele quem levará as alianças. A posição no altar do pajem e da dama, é a seguinte:

A Dama do lado esquerdo do altar e o Pajem do lado direito – justificativa: a dama se tiver idade suficiente pode segurar o buquê da noiva quando esta chegar no altar e o pajem fica do lado direito, ou seja, onde está o noivo, pois está servindo a ele em carregar as alianças.

Noiva e pai
A noiva é a única mulher a entrar na Igreja pelo lado direito. Preferencialmente entrar de mão dadas, nunca de braço dados, uma vez que pode sumir parte de seu vestido diante do ombro de seu pai ou acompanhante.

Curiosidade
A noiva entra à direita e também sai pela direita porque biblicamente estar à direita quer dizer estar submisso à esta pessoa.

Cortejo religioso de saída
Sai os Noivos, damas e pajens, pais da noiva, pais do noivo, padrinhos.

Recepção
Ao chegar os noivos vão fazer uma sessão de fotos juntamente com os pais, padrinhos, damas e pajens. evitando assim que estejam mal compostas para as fotos, se deixarem para mais tarde.

Na entrada do salão
Entrada especial somente para pais e noivos. Os padrinhos, dama e pajens não devem ter entradas especiais. Os pais tem uma música para eles e os noivos outra música especial. Normalmente a música escolhida pelos noivos deve ser uma recordação de seu tempo de namoro, como também pode ser um presente da noiva ao noivo ou um tema especial que ela tenha escolhido como forma de lembrança à ele.
Os pais se posicionam em frente à mesa dos noivos que é a mesma mesa dos seus pais. Os noivos posicionam-se atrás do bolo, onde irão cortá-lo, abrindo assim a festa. Nessa hora, brindam agradecendo e compartilhando com todos este casamento. Inicia-se então a recepção.

A Valsa
Os noivos jantam, e logo em seguida enquanto é servido o bolo, dançam a valsa: primeiro os noivos sozinhos, depois com os pais, depois pais e padrinhos. A noiva dança primeiro com seu esposo. Depois que os padrinhos dançam, os noivos podem alternar os pares com seus pais, sendo primeiro com os pais da noiva e depois com os pais do noivo.

Justificativa
1º- A noiva não dança com seu pai primeiro, porque ele já não é mais responsável por ela, pois entregou este cuidados ao noivo no altar, diante de todos e com a benção de Deus. A valsa é um ritual no qual os donos da festa convidam a todos para iniciar o baile, logo, deve ser entre os noivos a primeira valsa pois eles são os donos da festa. Analisemos que como já houve o casamento civil e também o religioso, quem passa a ser a figura masculina responsável da noiva é o noivo.
2º- Os noivos convidam ( através dos músicos ) os pais, como forma hierárquica de agradecimento à benção desta união, que comemoram com o baile.
3º - Na mesma valsa dos pais, à partir da metade da música, os noivos convidam ( através dos músicos ) os padrinhos, como forma de agradecimento, pois eles serviram como testemunha desta união.
Sempre o convite para a valsa aos pais e padrinhos deve ser feito pelo músico no microfone: Exemplo:
• e agora os noivos convidam os pais para a valsa...
• e agora os noivos também convidam os padrinhos para a valsa...
• ao encerrar esta valsa
• e agora os noivos convidam a todos para a valsa ...

Cumprimentos
Depois da valsa os noivos iniciam os cumprimentos. Isto porque conforme o número de convidados ficaria inviável os noivos cumprimentarem primeiro e dançarem a valsa depois, pois em media se gasta 1 minuto por cada cumprimento, logo, com 200 convidados seriam no mínimo 2 horas de tempo gasto e os convidados teriam que ficar esperando para dançar. Então, convencionou-se a valsa primeiro, deixando a noiva à vontade para fazer seus cumprimentos e demorar o quanto queira com cada pessoa.

O Buquê
O entrega do buquê representa a despedida da noiva. Ela deve jogá-lo pouco antes de ir embora, ou pode também dá-lo de presente a uma amiga solteira em especial.

Lembrancinhas
As lembranças devem ficar em uma mesa decorada e especial na saída, juntamente com a mesa de café, como também pode ser distribuído pelo serviço de cerimonial, juntamente com o bolo. Há quem deixe as lembranças na mesa, juntamente com os pratos, individualmente.

Cerimonial de Casamento
Saiba quantas são as músicas da cerimônia: Entrada dos Padrinhos, Pajens, Noivas, etc
A Escolha das Musicas de Casamentos sempre envolve uma série de aspectos: local (nas igrejas é sempre melhor procurar um repertório sacro ou clássico), quantidade de entradas (alguns casais não têm pajens, por exemplo) e escolha de formação (os pacotes com menos músicos limitam a opção de escolha das músicas)
Normalmente, o número de músicas tocadas em cerimônias de casamento varia de acordo com o planejamento dos noivos ou do local do casamento.
Em algumas igrejas não são permitidas floristas antes da noiva, e em outras não há o cortejo dos padrinhos.

COMO ESCOLHER AS MÚSICAS DE SEU CASAMENTO?
Em geral, são tocadas de cinco a dez músicas, dependendo do seu cerimonial de casamento:

1 – Entrada dos Padrinhos
Na entrada dos padrinhos, a grande maioria do repertório musical pode ser utilizada, desde temas de filmes e músicas clássicas a músicas populares ou outros estilos. Para este momento, vale a mesma regra da música do noivo. Pode ser alegre mas sem muito impacto, pois a entrada da noiva é mais importante. Podem ser cantadas ou instrumentais.

2 – Entrada do Noivo
Para este momento, sugerimos algo com certa "pompa", de caráter masculino e nobre. Como o casamento está ainda começando, não se deve colocar uma música muito grandiosa. Em muitos casamentos este momento não existe, pois o noivo entra com os padrinho, no final, com a mãe.

3 – Entrada das floristas/pajens
A entrada dos floristas / pajens é sempre um momento alegre e de descontração dos convidados. Em geral as crianças sempre geram um sorriso e comentários dos convidados. Portanto, a música deve ser adequada para este momento. Em geral, músicas mais suaves, temas infantis e outros do gênero. Os pajens podem ser acompanhados por músicos pelo corredor, realçando ainda mais a graciosidade do momento. As opções mais pedidas são os violinos e flauta pelo seu timbre aveludado.

4 – Clarins e Clarinada
Algumas noivas gostam de colocar os clarins para anunciar sua chegada. Os instrumentos, com flâmulas personalizadas, oferecem grande opção de requinte. Os músicos tocam em frente ao altar, o que chamamos de “clarinada”, um “anúncio” de que a noiva está entrando. Para este momento sugerimos músicas curtas, mas de grande impacto para preparar a música que virá a seguir. Os instrumentos de metal (clarins, trombones, trompetes, trompas) e a percussão são essenciais para dar mais brilho.

5 – Entrada da Noiva
Agora é hora de caprichar na trilha sonora! Quanto maior for a instrumentação (instrumentos e cantores do seu pacote) melhor. Músicas solenes, de grande impacto, pompa e brilho são necessárias. A tradicional marcha nupcial é muito tocada mas existem outras opções também. O grande momento chegou e o auge do casamento é agora. Se a igreja comporta um bom número de músicos, sugerimos um coral, que trarão grande sonoridade para sua entrada.Um coro com até 20 vozes e os cantores solistas não podem faltar.

6 – Pajens trazendo alianças
Para a entrada dos pajens sugerimos também músicas mais suaves. Devemos seguir os mesmos critérios para a entrada das floristas / pajens.

7 – Benção das Alianças
Para a bênção sugerimos uma música mais introspectiva, suave, pois é um momento mais profundo, puro, que pede suavidade. A opção de violinos solo pode ser interessante. A Ave Maria com soprano ou tenor solista é uma das músicas mais pedidas e existem em várias versões de diversos compositores. Outras possibilidades estão em nossa lista de músicas.

8 – Assinaturas
O momento da assinatura segue os mesmo padrões da benção. Em muitas igrejas esse momento não requer música, e apenas um fundo musical de curta duração (o momento é muito breve). Entretanto algumas opções de músicas podem ser reservadas e os músicos a tocarão caso haja este momento em sua cerimônia.

9 – Cumprimentos
Esse é um dos momentos mais emocionantes da cerimônia. Lágrimas de pais e parentes são muito comuns e músicas alegres e românticas são muito adequadas para esse momento. Duetos de cantores solistas e o coral com arranjos personalizados podem proporcionar ainda mais emoção.

10 – Saída
É chegada a hora de ir. A alegria deste momento é indescritível. Todos os músicos devem ser utilizados para que a música seja grandiosa. Como na entrada da noiva, uma formação com coral e orquestra proporciona uma emoção especial. O famoso “arrepio” é conseguido quando os noivos contratam o Coral e Orquestra para a cerimônia.

Antonio Marcos Marcílio
Cerimonialista, Assessor de Eventos e buffet

E-mail: antonio@choca.com.br site: www.choca.com.br
(18) 3262-6838
(18) 9658-9449
(12) 8173-1251

Nenhum comentário:

Postar um comentário